Minhas razões para votar no Aécio.

PT e PMDB já são maioria no Congresso, o próximo Presidente precisará nomear 5 (dos 11) ministros do STF, sendo que muitos dos atuais já foram nomeados pelo Lula ou Dilma (foram 12 anos de governo PT, um motivo por si só) e que o último presidente do STF, Joaquim Barbosa (nomeado pelo Lula inclusive e que foi o relator do Mensalão) renunciou de modo estranhíssimo e a primeira pessoa que foi falar foi Dilma (como se precisasse dar alguma explicação), a nossa política externa atual é clara e preocupantemente ideológica (nossa PresidentE só se manifesta a favor do diálogo quando fala de Estado Islâmico – ! – e nada falou sobre a Venezuela), sem falar o mise-en-scene com a espionagem dos EUA (como se fosse alguma novidade na História mundial), o Aécio vai manter os programas sociais e quer ser lembrado como o presidente que revolucionou a educação (tem causa mais nobre? pra mim, não), pretende apresentar proposta de simplificação tributária (o desafio aqui vai ser o PMDB no Congresso, mas não tenho dúvida da capacidade dele de se
comunicar e bem), sinto muito mais firmeza nele pra reforma política que tanto precisamos e queremos (Dilma chegou a enviar proposta pro Congresso depois das manifestações ano passado, mas foi engavetada – se ela quisesse mesmo conseguiria votar porque nunca um presidente teve tanta governabilidade – de novo: o PMDB todo com eles esteve), hoje parte até mesmo do PMDB (!), a Marina, o Eduardo Jorge, a esposa do Eduardo Campos, o Romário, o Neymar e tantas outras – pena que os jornalistas não se manifestem abertamente – personalidades e políticos de tanta credibilidade (a meu ver) já se manifestaram a favor do Aécio, Collor está apoiando Dilma (oi? eram inimigos históricos), FHC está apoiando abertamente Aécio: sim, ele que acabou com a inflação galopante corajosamente – a própria Dilma reconhece isso – e iniciou ainda que timidamente os programas sociais embriões do Bolsa Família (que deve sim ser melhorado e 1/4 da população precisar dele não deveria ser mesmo motivo de orgulho), além do belo programa em relação à AIDS e a reforma agrária (que finalmente se iniciou no primeiro governo dele), Aécio se manifestando publicamente sem medo e de forma cordial agradecendo o apoio (todos sabemos que a opinão pública há um tempo abomina FHC e o taxa de neoliberal sem coração caindo no papo do Lula – que, por sua vez, andou de mão dada com o FHC contra o regime militar, pró democracia e eleições diretas e o apoiou distribuindo até panfletos quando ele se elegeu senador), Dilma não reconhece seus erros (diferente de Aécio), o que acho uma das maiores virtudes do ser-humano (que obviamente se vive e se arrisca, erra) e até agora não respondeu – e foi questionada duas vezes – o que acha das condenações do mensalão e o PT endeusa os condenados os colocando como perseguidos políticos (chegando ao ponto de pedir – e conseguir – dinheiro pra pagar as multas dos coitados), enquanto os dois deputados que compraram votos pra emenda da reeleição foram devidamente cassados e o PSDB e o FHC falaram abertamente que condenam a conduta, Aécio está com uma equipe exímia de economistas que acredito que esteja mais preparada pra dar conta da economia que está periclitante (Dilma mesmo já reconheceu que Mantega não tem condições), a Dilma pode ler bastante e ser muito inteligente, mas não consegue concatenar as próprias ideias e se comunicar, governa pelo medo – os próprios ministros têm medo dela, chegando ela a proibir que eles falem com a imprensa antes de falar com ela (como pode?), não é boa gestora (vide o povo que tava na Petrobrás em cargos de direção e o que tá ocorrendo hoje e a quantidade de ministros que se demitiu ou ela precisou demitir nesses 4 anos), porto em Cuba enquanto nossa produção mal consegue ser escoada pro exterior é um ultraje, Mais Médicos é paliativo – precisa de revalidação do diploma desses médicos e investimentos nos cursos de medicina e carreiras de médicos brasileiros (eu hein!), não se diz nem no seio familiar que imprensa é terrorista, pois imprensa (e você e eu) é livre até pra falar merda (que é subjetivo em si, ou seja, não existe verdade absoluta, existem fatos e depoimentos de interesse público) com responsabilidade e sem anonimato vale tudo (eventuais abusos podem ser dirimidos no Judiciário), terrorista foi a Dilma que pegou em armas e ficou presa por 3 anos durante o regime militar (e usa a fotinho da época na campanha hoje com o maior orgulho), uó a meu ver, pois entendo que ainda que o regime seja uma bosta (eu nasci no ano das Diretas Já e felizmente não passei por isso – e espero que não passemos, nem de direita nem de esquerda, amém) existem sempre meios de fazer resistência de forma pacífica e política (como FHC e outros tantos fizeram).
Por essas e outras, estou convencida. bom voto domingo e que, independentemente do resultado, os próximos 4 anos sejam ainda melhores. #aécio45 #mudabrasil #pátriamada #idolatrada #salvesalve #soldonovomundo #ofuturochegou #gigantepelapróprianatureza