ânsia.

Querida família,
Mais um ano chega ao fim e eu, impulsionada pelos livros que tenho lido e pelo fim do ano propriamente dito (que inevitavelmente me leva a fazer um balanço da minha vida), resolvi escrevê-los para, se possível, nos reunirmos e debatermos nossos pontos de vista e ideais.
Em suma, o objetivo é a reflexão, mais precisamente sobre nós mesmos e, consequentemente, do mundo e das pessoas que nos rodeiam.
Numa das 4782262674822 etapas do programa de estágio da Globo, me deparei por uma auto-reflexão muito interessante, em que a proposta se baseava em duas perguntas:
Onde estou?
Onde quero chegar?
A partir daí, deveríamos definir e compartilhar o que vislumbramos de ameaças, oportunidades, fraquezas e forças.

END.doc
Data de Modificação: 12/12/2007 20:10
Tamanho: 24,0 KB

Advertisements

saravá.

meus amores! que dia triste hoje, cara! olhem que irônico tudo que tá acontecendo comigo! hoje finalmente consegui montar um presente pra nós à altura do anel do OHM, tava TODA feliz e saltitante, até porque tenho estado super atolada com os horários dos meus dois trabalhos batendo, mas acabou dando tudo certo (in the end, sempre dá, they say). fui pro meu break do segundo job, depois apple store – como de costume, pra checar e-mail etc., depois sbarro pra tomar meu cafézinho diário do fim do dia. às vezes, vez ou outra (e eu faço isso aí no brasil também), fecho o olho e mentalizo todos os anéis da minha mão pra ver se tá faltando algum – faço normalmente quando vou dormir, quando não tiro eles! eis que ao fazê-lo agora subindo a escada rolante pro food court, me dei conta que faltava um anel. olho pro meu dedo indicador e me dou conta que o OHM não está lá! gente, que sensação horrível! não sei definir, nem o que é. ando com um monte de coisa aqui pra me proteger, dar sorte etc. – luvas maçônicas by papai, escapulário by amanda, senhor do bonfim by má, cordãozinho no pulso by iago, senhor do bonfim by flávio augusto, anel by carola etc. – mas, gente, mesmo com tudo isso, sem esse anel tô me sentindo pelada. que que eu faço? simplesmente refiz o mesmo caminho que tinha feito duas vezes (bizarro que tinha acabado de mostrar o anel pra bela porque tava contando do presente que comprei pra vocês!), fiz um report no lost and found do shopping, dois seguranças me ajudaram, o cara da apple store tá ciente já também, deixei bilhete pros cleaners da mango de amanhã de manhã. juro que tô com esperança, porque preciso ter esse anel de volta! que que acontece, cara? segunda vez já! e outra, eu perco tudo. ódio! tô urucubacada, será? só pode ter sido a hora que a minha manager me pediu pra mudar os cintos largos e eu botei a mãozona numa caixona cheinha de cinto – amanhã vou tirar tudo e ver se caiu lá! – ou na hora que fui bater na mão assim tipo ‘e ai brother!’ do segurança da loja meu amigo, ou pode ter sido na hora que fui pegar meu cartão de débito pra comprar o café. só sei que fui ligar pra mamãe pra desabafar e não consegui falar, já subi a escada rolante chorando. ai liguei pro celular de papai pra falar com carol e num é que ela atende? sem querer, né lili? bizarro. mal consegui falar uma palavra, chorei de soluçar! depois, inchada. Minha manager escreveu pra outra que é caso de vida ou morte de tanto que ela chocou com minha cara inchada! Tô péssima. Acho que juntou um monte de coisa. só pode. Grandes amigos nossos daqui tão indo embora. A hora das meninas irem tá chegando também. E são as águas de março fechando o verão, é promessa de vida no meu coração (mesmo que seja o daí, aqui tamos quase em spring break, né). sou apaixonada por vocês. to death! se cuidem pelo amor de deus, daqui a pouco estamos pertinho. ah! quase esqueço, comprei também placa da coca-cola assim old-fashioned pra botar na garagem gourmet lá de casa, vai ficar tããão lindo! lavei a banheira hoje que tava nojenta, tô inchada na barriga também, me sentindo mal. ah! ontem foi o dia que mais comi na vida, fato! fui num buffet – rodízio, all you can eat! – dum cassino super chique daqui com minha equipe do centro de convenção – essa semana foi trabalho diferente o da bico, trabalhei numa feira super cool de venda de joia a varejo, bacana demais! – meu coração ficou pequenininho ao se despedir deles – todos eles moram em L.A. daqui a pouco eu tô quicando. meu diário, há mais de 10 dias que não atualizo, mal respiro, na verdade. é bom e ruim. que nem tudo da vida. ai, amo vocês. muito, muito, muito, muito!

 

Subject: :~

Date: Fri, 2 Mar 2007 03:46:16 -0300

Las Vegas, USA

backpacking @ uruguai

Buenos Aires > Colônia del Sacramento > Montevidéu – 31/01/2006

acordamos cedo demais, mortinhas. tomamos café correndo e acordamos julia. depois nos despedimos de todo mundo, todos acordaram pra tomar café conosco, deu até dorzinha no coração. pegamos um táxi, o taxista muito animado ouvindo música de amor e eu tirando sarro de lice, hehehe. chegando no buquebus, uma filona básica, uó! e na hora de entregar a passagem, lice me entrega um mapa de montevidéu. HJAHAHAHA. ainda bem que teve jeito e ela conseguiu embarcar. depois mais fila pra imigração e carimbo uruguaio na mesma folha da argentina, grrr. buquebus irado, cadeiras bacanas, vidraça gigante assim, conseguimos lugares lá na frente e todas nós caímos no sono antes mesmo do barco andar. quando acordamos (isso aconteceu com as três), pensamos: ‘esse barco não vai andar não?’ o movimento era tão sutil, já estávamos em movimento fazia tempo! impressionante. eu de saia, dormindo mal, mas até que dormi bem! quase as 3 horas da viagem, até free shop tem dentro do buquebus. é lindo mesmo. lembrei de tio paulo e pensei que ele podia construir uma frota daquelas no brasil. chegamos a colônia umas 1 hora, fuso horário que nem do brasil. fomos direto na rodoviária e compramos passagem pra montevidéu. pesos uruguaianos loucos, com muito mais zeros. uma doidera pra fazer contas: 1 peso argentino = 7 uruguaios! sinistro. mas as coisas em si são mais caras. Depois, txaramm! alugamos duas motocas teco teco estilo a que papai e mamãe me deram quando eu era pequena! AHAHAHAH. eu e beib em uma e julia e lice noutra. sempre revezando a direção e passando mal de rir de tanto nos divertir! beib tomou um tombo básico. hohoho. conhecemos a cidade todinha motorizadas, filmamos e fotografamos tudo. fomos até o Sheraton lá na pontinha da cidadela, praia linda até lá. pena que o tempo tava fechado, a praia é meio paradisíaca, com arvores e lugares perfeitos pra luais. coisa linda sério. sempre buzinando e dando tchau pra todo mundo. hihihi. e o carrinho de golf ? ahahaha. bom demais. depois ficamos rodando no centro histórico… maravilhoso. tem um murão na entrada assim, cidade fortificada. haja conflito nessas bandas tempos atrás. só com ruinhas e ruelas estilo ouro preto, restaurantezinhos. coisa mais linda, um farol e talz. depois relaxamos numa praiazinha pequenina com quedas d´agua e uma árvore cheia de raízes. lindo demais. almoçamos pancho na rua principal, só tem uma! até aprendi a andar direitinho na cidade, fomos duas vezes num locutório tentar falar com nacho e manu até que conseguimos falar com o nacho. mais voltas de moto, fotitas lindas. fomos encher os tanques que deram um preço totalmente diverso. tocamos um rebu na alquiler e conseguimos 40 pesos de volta. depois pegamos o bus pra montevidéu mortinhas. pôr-do-sol inimaginável e perfeito! dormi demais a viagem quase toda. chegando lá estavam nacho fofo e mono egg nos esperando já. nacho nos levou até sua casa e mostrou toda. lindinha, com um jardim assim. deixamos as coisas na casa da irmã dele e conhecemos os pais deles, as coisas mais doces do mundo. super simpáticos! incrível! o pai todo preocupado conosco ligando pro buquebus e tudo. e fomos todas nós e manu que nos encontrou lá, rodrigão e marcoooooooos prum restaurante/bar no centro de montevidéu. esqueci o nome agora. eu, lice e beib comemos um tipo quiche baratinho e super gostoso e ficamos tomando uma priscila com os meninos até tarde. depois voltamos e as caminhas já prontas, cara. impressionante! demais! eu e beib dormimos na cama de maria eugenia e julia na bicama e lice no sobredormir. mortas. dia maravilhoso! não deu pra ver muito de montevidéu ainda…

Montevidéo > Punta del Este – 01/02/2006

acordamos uma hora atrasadas do que tínhamos planejado. hehehe. tomamos um banho, renovador sério. desodorante alheio de leve eu e beib AHEHAEHAE. lice não e ficou com cc. HAHAHA. e quando descemos, a mesinha de café da manhã, cara. incrível. chocolate uruguayo estranho no pote de nescau! fotos com a mãe fofa do nacho e fomos conhecer a cidade. fomos num lago (deve ser o que tia nilza falou), lindo demais, com uma pontezinha assim. depois subimos um morro e tinha tipo um anfiteatro lindo que o nacho disse que rola shows e concertos. mó visual fotos 1000! depois centro histórico. achei a cidade meio suja, meio uma mess. gente pra lá e pra cá. senado lindo, cheio de pilastras (adoro pilastras) e uma praça famosa. com a antiga entrada da cidade e depois uma igreja. Trivial, nada de demais, não. e fomos comer hamburguesa completa, muito boa! hehehe. passamos na casa do nacho pra pegar nossas coisas e seguimos viagem nos 6 pra punta. enchemos o tanque, peaje e ZzZz. hahahaha. estrada linda também. chegamos em punta, apêzinho lindo do nacho. pertinho da praia brava. conheci a irmã linda dele, a amiga figura que joga bola e o irmão dela gente fina, o joaquim. um dos 10!! AHhAEhAE. e fomos todos pra praia, jogamos altinha e tudo!! depois fomos nós meninas mais o nacho até la mano. tiramos fotos. não era como eu esperava, mas mesmo assim gostei da idéia de uma “mão” de areia saindo do centro da terra. e o nacho falou que tem uma outra em algum canto do mundo que ele não sabe onde é. tipo a outra mão do gigante que tá querendo sair do centro da terra. adorei! depois fomos ao buquebus ver os horários e voltamos andando pela beira do mar. água viva imensa que eu e julia vimos. sinistro. voltei com a bola. vi que meu dedo tava cortado da altinha.  chegamos à casa, ficamos de papo. julia foi dormir e nós fomos fazer compras! compramos coisa pra dedéu. desde vodka a pizza. olvidamos a coca! grrr. ligamos pras mães quando chegamos. mamãe nem sabia que eu tava no uruguai. fizemos pizza. ficou deliciosa. e fizemos caipirinha, com muita música. agora sim temos audio box.. hahahahhaha… maria foi treinar. muito dedicada, com certeza vai ser boa. e depois soneka com lice. meio bêbada já. acordei, tomei banho com shampoo e condicionador alheio. cabelo ficou pank. fomos jogar o jogo de cartas da torre eiffel. regala & toma! hahahahha. gente, ficamos loucos todos. quando vimos 3 horas da manhã já. todo mundo borracho e fomos atrás de um boliche. achamos a moby dick. entramos de graça, dançamos um pouco. até que as músicas eram legais. depois ficamos de papo numa mesinha. peguei um rótulo de cerva pra minha coleção e fomos embora. chegamos em casa e ainda ficamos rindo demais de mono egg. e dormimos eu, beib e lice no quarto dos pais de nacho na cama de casal. de vestido e tudo. hihihihi.

Punta del Este > Montevidéu > Buenos Aires – 02/02/2006

acordamos nem sei que horas, ainda meio grogues. e o tempo fechado! grrrrr… um ódio! fomos até o buquebus comprar passagens e compramos pra 7 horas. depois fomos tomar freddo andando pelo centro turístico, lindinho cheio de gringos de carro importado. bem como eu esperava que ia ser punta del este. várias casinhas lindas. os jardins fabulosos. depois fomos até a famosa ponte de sobe e desce. voando de carro. barriga com nervoso! vimos altas casas, lindas sério. segundo nacho, que valem uma grana federal. mas também, pudera, bem depois do encontro do rio de prata com o oceano atlântico. filmei e tudo. depois fomos ao porto. vimos tudo e passamos em casa pra pegar nossas coisas. fomos no conrad, altos hotéis. um baita cassino, todo cheio de luzezinhas e um hall lindo demais. e o sol que abriu? um ódio! demos mais um rolézinho pela cidade. eu zerada! hahah. porque compramos o rápido e fomos pra montevidéu de volta, cantando todas as músicas, alto assim! ‘hu la la laaaa’ virou grito de guerra. dormi na viagem e bem. chegamos bem na hora do bus. manu ainda nos encontrou lá e comemos um sanduba do mercado. seguimos viagem. despedida chata. vai saber quando a gente vai rever esse povo de novo, né? dormi pankmente no bus com lice do lado. arzinho bom. outro pôr-do-sol lindo e em colonia fomos direto pro buquebus. dessa vez voado fugindo do psicopata. credo em cruz. muita pena do boliviano que tava sem passaporte e não pode voltar pra argentina. depois viagem de volta rápida, passando mal de rir com as meninas e tirando foto das pontas de nossos cabelos, caretas e fugindo do psico. hehehe. chegamos umas 10h em buenos aires. muito pank já conhecer a cidade assim ao chegar, familiarizada, ir pro lugar certo e talz. bem que gabriel reis falou de quando chegou em londres pela 2ª vez. quero voltar lá. hehehe. já pegamos o táxi e fomos direto pra casa grande. vimos se tinha alguem no gibraltar, mas nada. fomos na encolha pro quarto. tomamos banho fugidas. eu morta sério. lice e coco foram tirar dinheiro e eu e beib fomos tentar gravar o cd com fotos de julia no locutorio mas nada. depois fomos todos pro gibra. até dion. empanadas cerradas, lóóógico! pubzinho normal. leo comigo ufa, porque se não iam ser só casais. e lá fomos nós fazer o quê? jogar aquela sinuquinha! hahahha. tinha que jogar. e não é que eu joguei bem? hehehe. botei 2 bolas de uma vez só na caçapa! fiquei toda boba. até tremia com essa minha mania de competição. adorei a dupla que jogava contra mim. um gay japones e o leandro que a julia ficou depois. nós já com sono e quem chega? lili e shane!!!! foi festa total. bebemos mais várias pints e tiramos várias fotos. fui lá pra fora com o leo pra desabafar. depois fomos todos os casais e euzinha pro hostel do dion. gibra cerrado! lice robou a pint e o segurança ficou uma arara. ficamos lá conversando sobre filmes. muito bom. e ‘uh la la la’ . todo mundo em coro. depois voltamos com o dia nascendo rosa! coisa mais linda. coco pagou calentitas pra gente e comemos a melhor media luna da viagem todinha. perfeita!